Cine Login

Últimas Publicações no Blog

Figurando no top dos concursos mais disputados pelos concurseiros, a Polícia Federal ainda não tem uma data definida para sua próxima seleção. A grande expectativa é de um novo edital da PF seja publicado em breve.

Porém, para quem já está se preparando, uma boa tática de estudos é analisar as provas anteriores e focar na resolução de questões de concurso PF. Tudo isso, juntamente com o estudo dos conteúdos teóricos já divulgados em outros editais.

Por isso, com o objetivo de facilitar a sua rotina de estudos, separamos abaixo o histórico das últimas duas seleções oferecidas pelo órgão.

Assim, você já pode ter uma prévia de quais conteúdos farão parte da sua prova, ao mesmo tempo em que pode realizar as questões dos concursos anteriores para testar os seus conhecimentos em cada disciplina. 

 

Concurso PF 2018

O concurso PF de 2018 foi organizado pelo Cespe e teve oferta de 500 vagas de nível Superior para os cargos de Agente, Escrivão, Delegado, Papiloscopista e Perito.

As remunerações eram de R$ 22.672,48 para Delegado; R$ 22.672,48 para Peritos; e R$ 11.983,26 para Agente, Escrivão e Papiloscopista. As jornadas de trabalho eram de 40h semanais.

Para concorrer a uma das vagas, os candidatos foram avaliados em 8 fases, sendo:

a) prova objetiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório;

b) prova discursiva, para todos os cargos, de caráter eliminatório e classificatório;

c) exame de aptidão física, para todos os cargos, de caráter eliminatório;

d) prova oral, somente para o cargo de Delegado de Polícia Federal, de caráter eliminatório e classificatório;

e) prova prática de digitação, somente para o cargo de Escrivão de Polícia Federal, de caráter eliminatório;

f) avaliação médica, para todos os cargos, de caráter eliminatório;

g) avaliação psicológica, para todos os cargos, de caráter eliminatório; e

h) avaliação de títulos, somente para os cargos de Delegado de Polícia Federal e de Perito Criminal Federal, de caráter classificatório.

A prova objetiva foi composta por 120 questões, conforme os cargos abaixo: 

 

Cargo de Delegado de Polícia Federal

Conhecimentos: Direito Administrativo, Direito Constitucional, Direito Civil, Direito Processual Civil, Direito Empresarial, Direito Internacional Público e Cooperação Internacional, Direito Penal, Direito Processual Penal, Criminologia, Direito Previdenciário, Direito Financeiro e Tributário.  

 

Cargo de Perito Criminal Federal

Conhecimentos básicos: Língua Portuguesa, Informática, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Raciocínio Lógico.

 

Cargo de Agente de Polícia Federal

Bloco I: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico.

Bloco II: Informática.

Bloco III: Contabilidade Geral.

 

Cargo de Escrivão da Polícia Federal

Bloco I: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico.

Bloco II: Informática

Bloco III: Contabilidade Geral, Arquivologia.

 

Cargo de Papiloscopista Policial Federal 

Bloco I: Língua Portuguesa, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional, Noções de Direito Penal e Direito Processual Penal, Legislação Especial, Estatística, Raciocínio Lógico.

Bloco II: Informática.

Bloco III: Arquivologia, Biologia, Física, Química.

 

Concurso PF 2014

Também organizado pelo Cespe, o concurso de 2014 teve oferta de 600 vagas somente para a função de Agente de Polícia Federal.

Para participar era preciso possuir diploma, devidamente registrado, de conclusão de curso superior em nível de graduação, fornecido por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação. O salário oferecido foi de R$ 7.514,33 para jornada de 40h semanais.

Os candidatos foram avaliados em 5 fases, sendo:

a) exame de habilidades e conhecimentos, aferidos por meio de aplicação de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;

b) exame de habilidades e conhecimentos, aferidos por meio de aplicação de prova discursiva, de caráter eliminatório e classificatório;

c) exame de aptidão física, de caráter unicamente eliminatório;

d) exame médico, de caráter unicamente eliminatório; e

e) avaliação psicológica, de caráter unicamente eliminatório.

A prova objetiva, que foi composta por 120 questões, abordou os conteúdos de Língua Portuguesa, Noções de Informática, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Administração, Noções de Contabilidade, Noções de Economia, Noções de Direito Penal, Noções de Direito Processual Penal, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional e Legislação Especial.

Os florais de bach são substâncias extraídas das flores. Elas ajudam a manter em equilíbrio nossas emoções e a tratar problemas mentais e comportamentais. Trás grandes benefícios ao nosso corpo e mente, além de garantir uma harmonia entre ambos. Eles são usados como métodos complementares nos tratamentos terapêuticos. Além disso, os florais ajudam a prevenir doenças quando se trata de questões emocionais, mentais e de personalidade.

Para isso, preparamos esse artigo bem explicativo para entender melhor os benefícios e motivos para comprar florais de bach.

 

O que são florais de bach e como funcionam

Os florais de bach foi desenvolvido pelo Dr. Edward Bach, na década de 30. Antes disso ele trabalhava com homeopatia, por isso ele acreditava que alguns fatores psicológicos e emocionais poderiam ocasionar doenças.

Depois disso, foi produzido cerca de 38 essências naturais para e medicinais que tratam desequilíbrios da mente e do corpo em si. Esse tipo de tratamento não tem nenhum tipo de contraindicações. O mais bacana é que cada um dos florais está associado diretamente a algum tipo de emoção que nós temos. Ambos colaboram para a retirada de emoções negativas, como medo, preocupação, raiva, ódio, indecisão, rancor, tristeza, entre outros.

No mercado há florais de bach para diversas funcionalidades, mas as mais procuradas são florais de bach para ansiedade, florais de bach para emagrecer, florais de bach para dormir e florais de bach para insônia.

Lembrando que os florais de bach são apenas um complemento ao tratamento e não devem substituir tratamentos passados pelos médicos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece os florais de bach para uso em alguns tipos de tratamento e inclusive são indicados pelo Sistema único de Saúde (SUS). A partir daí vemos a qualidade e quão importante essa substância é para a saúde das pessoas.

 

Como são feitos os florais de bach

Como já dizemos os florais de bach são extraídos das flores. Podem ser produzidos por métodos de ebulição ou solar, mas ambos dão origem a um determinado tipo de tintura.

Solar: Flores são expostas a luz solar dentro de um vidro com água, por pelo menos três horas;

Ebulição: Aqui as flores são fervidas com água por cerca de trinta minutos.

Logo em seguida, elas são diluídas e misturadas com álcool de cereais ou conhaque para conservar a substância.

 

Para que serve os florais de bach

Segundo o Dr. Edward Bach, as emoções e o estado de espirito podem ser fatores que desenvolvem algumas doenças e também podem servir de cura para alguns problemas de saúde. Pensando nisso, podemos entender que quando temos emoções negativas como as que já foram citadas, elas podem ser responsáveis pelo aparecimento de algumas síndromes, depressão e ansiedade.

Com isso, o objetivo dos florais de bach são ajudar as pessoas a restaurar o equilíbrio entre mente, emoção e corpo e a saber controlar e ter domínio sobre o que ocasionou os problemas. Tudo com ajuda de outras táticas terapêuticas seja por remédio, terapia com psicólogo, idas ao psiquiatra, meditações, hipnose, yoga, acupuntura e muitos outros.

Quando uma pessoa demonstra algum tipo de sentimento ruim, os florais de bach vão ajudar ela a trabalhar a fundo naquela emoção e ajuda-la a superar, esse é o principal intuito que a substância fornece.

As flores contêm energia e propriedades vibracionais, elas ajudam a ter novamente um bem-estar ao transferir todas aquelas emoções negativas par a sua composição. Existe uma relação forte entre o potencial energético floral e a saúde física da pessoa.

Os 38 florais foram divididos em várias categorias diferentes, são elas: medo, insegurança, falta de interesse, solidão, sensibilidade excessiva, desesperança e preocupação.

Medo

·          Mimulus: medo de coisas conhecidas e timidez.

·          Rock Rose: terror e medo paralisante.

·          Cherry Plum: medo de perder o controle.

·          Aspen: medo de coisas desconhecidas.

·          Red Chestnut: excesso de preocupação pelo bem-estar de seus próximos.

Falta de interesse

·          Clematis: sonhar com o futuro sem trabalhar no presente.

·          Olive: exaustão após esforço mental ou físico.

·          Chestnut Bud: incapacidade de aprender com seus próprios erros.

·          Honeysuckle: viver no passado.

·          Wild Rose: sensação de andar à deriva, apático e resignado.

·          Mustard: tristeza profunda e sem motivo aparente.

·          White Chestnut: pensamentos indesejados e incontroláveis, conflitos mentais.

Insegurança

·          Cerato: falta de confiança nas suas próprias decisões.

·          Scleranthus: dificuldade de escolher.

·          Gentian: desanimado à primeira/depois de uma contrariedade.

·          Gorse: desespero.

·          Wild Oat: dúvidas sobre que direção tomar na vida.

·          Hornbeam: sentimento de cansaço.

Solidão

·          Impatiens: impaciência.

·          Water Violet: para equilibrar personalidades reservadas e distantes.

·          Heather: excesso de preocupação por si e personalidade egoísta.

Sensibilidade excessiva

·          Agrimony: pensamentos ruins e inquietação interior por trás de uma aparência alegre.

·          Centaury: dificuldade em dizer não.

·          Walnut: proteção de influências indesejadas e em caso de mudança.

·          Holly: ódio, inveja e ciúme.

Desesperança

·          Oak: suporta além do limite das suas capacidades.

·          Elm: sensação de sobrecarga por excesso de responsabilidade.

·          Larch: falta de confiança.

·          Pine: culpa.

·          Willow: autocomiseração e ressentimento.

·          Sweet Chestnut: angústia mental extrema.

·          Crab Apple: para limpeza e para o sentimento de autorrejeição.

·          Star of Bethlehem: choque e traumas

Preocupação excessiva

·          Beech: intolerância.

·          Chicory: egoísmo e possessividade.

·          Rock Water: autonegação e repressão por rigidez.

·          Vervain: excesso de entusiasmo.

·          Vine: excesso de autoridade, despotismo

 

Além das 38 essenciais, o rascue remedy, é uma combinação entre 5 tipos de florais diferentes e usadas em situações de emergências em casos de crises de estresse ou ansiedade ocasionados no dia a dia.

Rock rose, impatiens, cherry plum, star of bethlehem e clematis são as essências contidas no rascue remedy.

 

Onde comprar florais de bach

Você vai achar os florais de bach em farmácias e lojas de produtos naturais e também pela internet na Dermo Manipulações.

O marketing digital é um aliado para aumentar as vendas de sua empresa, ajudando a captar potenciais clientes, criar relacionamentos duradouros e realizar novos negócios. 

Mas, como investir em marketing digital para ter esses resultados? Existem algumas dicas que podem ser implementadas por sua empresa. Conheça, aqui, quais são e como aumentar as vendas com marketing digital!

ilustração de uma pessoa feliz em frente ao computador jogando dinheiro para cima

O que é marketing digital?

Antes de conferir as dicas, faz a diferença saber o que é marketing digital, especificamente. Nada mais é que o marketing realizado no universo digital, em diferentes canais como redes sociais e sites.

O marketing digital conta com diferenciais que compensam o investimento, como o alcance do cliente ou potencial cliente no lugar que ele está, além de ter um custo mais baixo do que o marketing offline.

Esse tipo de marketing também é importante para captar leads, gerar novas oportunidades de negócio, fidelizar clientes, aumentar o faturamento, entre outros benefícios.

Dentro do marketing digital existem diferentes estratégias que ajudam a atingir esses resultados, possibilitando que a empresa tenha um crescimento sustentável, sobretudo em médio e longo prazos.

 

Dicas para aumentar vendas com marketing digital

Para lhe ajudar a aumentar as vendas de sua empresa e dar suporte em seu crescimento, separamos dicas de marketing digital que podem ser colocadas em prática e geram excelentes resultados. Saiba quais são:

 

Capte e nutra leads

O lead é um visitante do site da empresa que forneceu seus dados de contato em troca de algo, como o acesso a um eBook. Mas, não é só isso: o lead também é uma oportunidade de negócio.

A empresa pode utilizar os dados de contatos do lead para nutri-lo e criar um relacionamento de confiança com ele. Com isso, ele se sentirá mais confortável em receber uma abordagem comercial e comprar com a empresa.

Para captar e nutrir o lead é essencial trabalhar com a criação de conteúdo de qualidade, que eduque e agregue valor. Esse material pode ser em diferentes formatos, mas é importante que seja original.

 

Implemente o SEO

O SEO é uma estratégia voltada à otimização de sites para motores de busca, para alcançar o melhor ranqueado em páginas de resultados, sempre de maneira orgânica.

Quando o site da empresa atinge esse destaque, ele consegue maior visibilidade e autoridade, bem como mais tráfego qualificado, alta captação de leads e aumento nas vendas.

O diferencial é que o SEO possui um custo baixo de implementação e entrega resultados em médio e longo prazos e de maneira contínua. Portanto, compensa o investimento.

 

Invista em links patrocinados

Os links patrocinados são investimentos ideais para aumentar vendas com marketing digital. Eles são importantes porque possibilitam atingir resultados em um prazo reduzido.

Ao investir em links patrocinados, páginas da empresa aparecem em destaque em resultados de pesquisa, bem como em redes sociais e portais.

Como o usuário tende a clicar primeiro nas opções de destaque, há um aumento do tráfego no site, bem como uma maior possibilidade de o visitante ser convertido em lead ou em venda.

A empresa pode investir em Google Ads, Facebook Ads, LinkedIn Ads, entre outras plataformas que estejam alinhadas ao seu perfil ou estratégia para gerar mais vendas.

 

Crie conteúdo

A criação do conteúdo é essencial para que a empresa ganhe autoridade na internet e um melhor ranqueamento em resultados de busca, destacando-se entre seus concorrentes.

Dessa forma, terá maior visibilidade e credibilidade, o que fará com que um cliente em potencial se sinta mais seguro em realizar uma compra.

Mas, atente-se a um detalhe: não basta criar um conteúdo qualquer! É importante que seja original e realmente informe o usuário. Sua estratégia deve envolver desde conteúdos menores, como blog posts e em redes sociais, até os materiais ricos.

Um material rico é um conteúdo mais profundo e longo, que aborda um tema de maneira detalhada. Pode ser trabalhado em diferentes formatos, como eBooks, templates, infográficos, webinars, entre outros.

 

Tenha perfis em redes sociais

Quando usam a internet, os usuários normalmente passam maior tempo em redes sociais. Portanto, se quiser estar onde seu cliente em potencial está, o ideal é ter perfis em redes.

Neste caso, é interessante que a empresa defina sua persona e saiba exatamente quais são as redes sociais mais utilizadas por seu cliente ideal, para conseguir atrai-lo com maior assertividade.

Além disso, a empresa deve criar conteúdo para a rede, ter um planejamento de postagem e interagir com seguidores, o que possibilitará alcançar um bom engajamento.

 

Faça vídeos

O consumo de vídeo cresceu mais de 100% no Brasil nos últimos anos e esse se tornou o formato preferido de muitos. Como atrai muitas pessoas, é o investimento perfeito para ter visibilidade, gerar vendas e aumentar a receita.

Caso tenha dificuldade em implementar essa e outras dicas para aumentar as vendas, contrate uma empresa de marketing digital para realizar esse trabalho!

O inbound e outbound marketing são amplamente utilizados para captar clientes e gerar vendas. Mas, você sabe o que são e qual a diferença entre eles? A seguir, esclarecemos essas dúvidas. Confira!  

Qual a diferença entre inbound e outbound marketing?

O que é inbound marketing?

Antes de conhecer quais são as diferenças, é importante saber o que é inbound marketing. Trata-se de uma estratégia de marketing digital que tem como foco atrair clientes de maneira não-invasiva, despertando seu interesse por meio de conteúdo relevante.

E o que é um conteúdo relevante? É aquele que se comunica com as pessoas certas, ajudando a esclarecer suas dúvidas ou solucionar seus problemas. Esse tipo de conteúdo é utilizado porque oferece vários benefícios.

Entre eles, destaque para a captação de leads, criação e fortalecimento de relacionamento com eles, fazendo com que avancem no funil de vendas até se tornarem clientes.

É por isso que o inbound marketing proporciona um aumento das vendas, principalmente em médio e longo prazo, contribuindo positivamente com a estratégia de crescimento da empresa.

Vale a pena mencionar que esses não são os únicos benefícios do inbound marketing. Ao adotar essa estratégia, também é possível ter autoridade no mercado, aumentar tráfego de sites e fidelizar clientes, tudo isso a um baixo custo, especialmente em comparação a outras estratégias de marketing digital.

 

O que é outbound marketing?

Ficou em dúvida sobre o que significa outbound marketing depois de conhecer o inbound? O outbound é o marketing tradicional, que é mais invasivo e voltado para a massa.

Ao contrário do inbound marketing, o outbound é muito comum na mídia offline. É o caso de propagandas em televisão, patrocínio em eventos e ligações de telemarketing. Mas, também está presente no meio digital, como em anúncios em vídeos.

O outbound marketing conta com benefícios especiais, como um ROI (Retorno sobre o Investimento) mais rápido e vendas expressivas em curto prazo. Por isso, é uma boa opção para quem tem pressa em atingir objetivos.

 

Inbound e outbound marketing: qual a diferença?

Não saber qual a diferença entre inbound e outbound marketing é comum, sobretudo entre quem não conhece essas estratégias. A seguir, apontamos quais são as principais:

 

Comunicação

No inbound marketing, a comunicação é sempre indireta e não invasiva. A ideia é estimular um interesse genuíno na marca e seu produto ou serviço, fazendo com que o consumidor tome uma ação de maneira natural.

Já no outbound marketing, a comunicação é invasiva. A proposta, neste caso, é atrair rapidamente a atenção do consumidor, incentivando diretamente que compre um produto ou contrate um serviço.

Além disso, há diferença no modelo de comunicação: no inbound, é baseado na interação individual, enquanto no outbound é voltado à comunicação em massa, atingindo uma audiência maior.

 

Custo

Para investir em outbound marketing é preciso ter um orçamento maior, porque o custo de espaços em mídias offline é mais alto do que no meio digital. Já o inbound possui custo mais acessível.

 

Velocidade de ROI e resultados

No outbound marketing, o ROI e resultados são alcançados rapidamente. No inbound marketing, em médio e longo prazo. Mas, é importante salientar um detalhe que muitos se esquecem.

Quando a empresa para de veicular a campanha de outbound, ela reduz expressivamente seu retorno e resultados. No caso do inbound, o retorno e resultado são contínuos, uma vez que o conteúdo continua a ser veiculado ainda que não faça mais o investimento na estratégia.

 

Engajamento

O inbound marketing chama a atenção por gerar maior engajamento do que o outbound, uma vez que é baseado no relacionamento, em fornecer um conteúdo relevante ao público.

 

Mensuração de resultados

Como toda estratégia de marketing digital, o inbound permite mensurar resultados, bem como acompanhá-los em tempo real, o que possibilita identificar erros e oportunidades de melhoria, realizando ajustes para alcançar objetivos.

No que se refere ao outbound marketing, esse acompanhamento em tempo real não é possível. Se quiser mensurar os resultados, dá um pouco mais de trabalho e custa mais caro para a empresa.

 

Inbound e outbound marketing: em qual investir?

Uma dúvida recorrente entre gestores e empreendedores é em qual estratégia investir. Curiosamente, ambas são eficazes e complementares, por isso o ideal é adotar o inbound e o outbound marketing sempre que possível.

Com o primeiro, é possível obter resultados em médio e longo prazo a um custo relativamente mais baixo. Já com o segundo, dá para alcançar resultados em curto prazo e ter um ROI mais expressivo rapidamente.

Portanto, se seu orçamento permitir, procure investir nas duas estratégias, dando um foco maior à que atende melhor os objetivos principais da empresa, de modo a suprir expectativas.

É importante ressaltar que dá para combinar essas e outras estratégias de marketing digital para potencializar os resultados, o que ajudará a potencializar resultados. Uma excelente alternativa é adotar o inbound marketing com SEO e links patrocinados, acelerando o alcance de objetivos.