Últimas Publicações no Blog

A síndrome da Comodidade

By 15:10

Ouve-se falar muito ultimamente nessa tal síndrome metabólica , que possivelmente , já atinge milhões de pessoas em todo o mundo. O que parece novidade , na verdade já existe ha muitas décadas e só não foi divulgado em massa até agora por causa dos grandes interesses econômicos. Imagine só se começarem a dizer que carboidratos refinados em excesso acabam nos levando ao Diabetes! Pois é disso que se trata.

Apesar de não estarmos ainda familiarizados com o termo , já é uma realidade ecumênica que atinge principalmente países desenvolvidos como os EUA , onde grande parte da população já é portadora da doença.

A síndrome nada mais é que resultado daquilo que nós mesmos viemos construindo com nossos maus hábitos alimentares , potencializado pelo sedentarismo prolongado.

O sedentarismo , sem dúvida , é o outro grande vilão da história. Pode ser considerado comparsa da má alimentação nesse processo de disfunção metabólica. Os dois unidos podem rapidamente nos colocar nesse ciclo vicioso que chamamos de síndrome metabólica. Não há organismo que resista à comodidade excessiva , comum nos dias de hoje , da qual a completa ociosidade e a alimentação desmedida fazem parte.

Parece que outros fatores considerados "culpados" até então como a obesidade , a hipercolesterolemia e a hipertensão arterial entram apenas como consequências nesse ciclo vicioso que já foi criado pela hipersecreção insulínica crônica.


O colesterol é sintetizado em sua maior parte pelo fígado (aproximadamente 80%). Perto disso , as quantidades assimiladas pelo organismo através da alimentação passam a ser insignificantes. O Dr. Atkins foi um dos pioneiros a mostrar isso , porém acabou sendo barrado e muito criticado, provavelmente devido aos fortes interesses contrários.

Em seu livro " a dieta da gordura" ele comprovou que na ausência da insulina , mesmo com uma ingestão excessiva de gorduras pode-se manter níveis baixíssimos de colesterol no sangue. A dieta do Dr. Atkins conseguiu comprovar outros fatos importantes como esse , contudo , não conseguiu mostrar o tão cobiçado emagrecimento eficaz. A dieta pode e , muitas vezes , deve ser indicada por curtos períodos na tentativa de controlar rapidamente uma hiperinsulinemia . Ainda assim está longe de ser a dieta ideal, além do que, pouco se sabe sobre sua aplicação e consequências a longo prazo.

Parece que a dieta ideal deve ser baseada em três pontos fundamentais. Primeiro , na pouca diversidade de macronutrientes por refeição. Segundo, no controle de qualidade dos macronutrientes , nem tanto por seus valores calóricos mas , primordialmente, quanto à preferência por alimentos integrais. Terceiro e principal, no controle de quantidade dos carboidratos, baseado em seus índices glicêmicos.

A verdade , já aceita por todos , é que com a crônica e excessiva ingestão de carboidratos refinados acabamos por sobrecarregar nosso pâncreas, que a longo prazo vai se adaptar a isso, armazenando e pulsando continuamente quantidades excessivas de insulina para a corrente sanguínea. Essa é a chamada hiperinsulinemia, que parece ser a grande precursora da síndrome e, bem provavelmente , causadora do diabetes a longo prazo. Daí o grande índice de diabetes tipo II em nossa época.

A hiperinsulinemia crônica, ao dar inicio à síndrome, vai acabar recrutando seus outros aliados como a obesidade , a hipertensão, a hipercolesterolemia e a resistência celular à insulina. Esse é o percurso que finalmente vai nos levar ao diabetes tipo II.

Muitas pessoas já entraram ou estão entrando nesse ciclo vicioso e ainda não sabem. Mudar alguns hábitos poderia ser o suficiente não só como prevenção, mas também como tratamento da doença , até mesmo para aqueles que já estão pré diabéticos.

O melhor remédio , em qualquer fase da síndrome , é a união da atividade física com a alimentação adequada. Juntos eles terão seus efeitos profiláticos e terapêuticos potencializados.

A maioria dos profissionais da saúde , sabendo destas consequências , acabam prescrevendo tanto a dieta alimentar quanto exercícios físicos para seus clientes. Dicas que podem ser importantes e levadas em consideração, porém, muito incompletas. Ninguém melhor que os profissionais especificamente capacitados , o nutricionista para a dieta alimentar e o professor de educação física para a prescrição de exercícios físicos.

Atualmente, tanto o nutricionismo quanto a educação física são ciências bastante específicas e abrangentes. Ambas diretamente ligadas à saúde, que vem sendo priorizada em relação a outros fatores, como estética ou mesmo destreza e aptidão física.

Se você já está consciente dessa situação mas ainda lhe falta a motivação inicial , faça um esforço e comece assim mesmo. A verdadeira motivação virá logo a seguir, com os primeiros resultados positivos.

You Might Also Like

0 comentários